Santo Ezequiel Moreno y Diaz

 Santo Ezequiel Moreno

Nascido em 9 de abril de 1848, em Alfaro Terazona, Espanha. Filho de pais piedosos e honrados, terceiro entre os cinco filhos do casal. Recebeu uma educação cristã e percebeu desde criança a chamada de Deus à vida religiosa e missionária.

Irmão mais novo de Eustáquio, seguiu seu exemplo. Em 1864 vestiu o hábito religioso no Convento dos agostinianos recoletos de Monteagudo, em Navarra. Tomou o nome de frei Ezequiel de Nossa Senhora do Rosário quando emitiu os votos solenes em 1866.

Enviado para as Ilhas Filipinas, onde permaneceu por quinze anos, ganhando notoriedade pela integridade do seu apostolado missionário, foi consagrado bispo de Pinara e vigário apostólico de Casanare em 1894. Pretendia terminar ali os seus dias, porém Deus o tinha destinado para uma tarefa mais árdua e delicada. Um ano depois, foi nomeado bispo de Pasto na Colombia.

O novo ministério foi seu verdadeiro calvário, sendo submetido a humilhações, menosprezo, calúnias, perseguições. Chegou, em algumas circunstâncias, a experimentar momentos de abandono por parte dos seus irmãos do clero.

Em 1898 foi para Roma apresentar sua renúncia, para pôr um fim às polêmicas existentes, ao Papa Leão XIII, que não aceitou. Teve, então, de retornar à sua sede episcopal, onde, além dos novos ataques pessoais, esperavam-no as aflições da sangrenta guerra civil que se desencadeara.

Acometido por um câncer agressivo no nariz, depois de duas operações sem êxito feitas na Espanha. Morreu no dia 19 de agosto de 1906, data em que se comemora o seu dia, na sua cela do Convento de Monteagudo, sendo sepultado na igreja de Nossa Senhora do Caminho, desse convento.

O anúncio de sua canonização foi feito pelo Papa João Paulo II em 1992, na cidade de São Domingos, quando apresentou Santo Ezequiel Moreno y Diaz ao mundo como exemplo de missionário e pastor, na festa do V Centenário da Evangelização da América. A fama de sua santidade difundiu-se entre os cristãos por todas as partes, sobretudo aos da Colômbia. Muitas curas, especialmente de câncer, foram atribuídas à sua intercessão.

Passos importantes na vida de Santo Ezequiel

Nasceu e cresceu em um lugar singelo, mas cristão. Ali desenvolveu um caráter cheio de virtudes cristãs que o levou à perfeição.

Respondeu com generosidade a vocação recebida. Quis ser, sempre e em todo lugar, instrumento obediente nas mãos de Deus.

Mesmo sendo bispo, Santo Ezequiel viveu sempre como frade. Foi pobre, casto e obediente, entregando-se, sem reservas, ao serviço da Igreja.

Tinha dos missionários uma idéia elevadíssima; a gosto havia se tornado um deles.

A perfeição consiste em cumprir sempre a vontade de Deus. Frei Ezequiel chegou a ser santo porque em todo momento tentou segui-la.

Todos os dias, passava várias horas ante o sacrário; dali brotava sua ardente caridade, seu zelo incansável, sua fortaleza e austeridade.

Professou à Virgem um amor imenso, como demonstram seus escritos.

Santo Ezequiel consagrou toda sua vida a servir aos demais. Sua caridade com os pobres, enfermos e necessitados não teve limites.

Unido a Cristo, Santo Ezequiel sofreu com doçura admirável o câncer no nariz que o levou a morte.

Santo Ezequiel, rogai por nós.